pais-e-filhos-estudando

 

Os pedagogos e educadores em geral sempre reiteraram a importância de os pais participarem nos estudos dos filhos. E isso pode ser feito de diferentes maneiras: a mais conhecida (e talvez uma das mais frutíferas) é ajudar nos deveres de casa da criança.

Um provérbio muito conhecido e bastante verdadeiro é aquele que diz “a educação começa em casa”. A escola complementa e aprimora esse processo. Por isso, não é adequado querer lançar sobre os professores toda a responsabilidade pela educação das crianças.

Veja como a relação entre pais e filhos melhora quando os primeiros participam mais dos estudos das crianças!

 


 

A finalidade da lição de casa

 

criança-estudandoAs tarefas de casa têm um importante papel na aprendizagem dos estudantes: elas servem para reforçar o conteúdo aprendido em sala de aula.

Outra função é que despertam no aluno o senso de responsabilidade, ou seja, estimular o aprendizado autônomo. Convém que, desde cedo, a criança desenvolva o hábito de pesquisar, de estudar em casa e não somente na escola.

Esse senso de responsabilidade se estenderá para outras áreas de sua vida, ajudando-a a assumir e cumprir seus compromissos, inclusive aqueles relacionados ao trabalho.

 

 

Os pais e as tarefas de casa

 

criança-estudando-2Cabe aos pais fiscalizar a atitude dos filhos em relação às obrigações escolares. Eles devem ajudá-los na realização dos deveres de casa. Não basta exigir que eles façam — o ideal é acompanhar e auxiliar na execução das atividades escolares.

Desse modo, os próprios pais podem passar conhecimentos para as crianças, explicando de outra forma o conteúdo e tirando possíveis dúvidas que elas levem para casa.

Os pais contribuem, agindo assim, com o trabalho dos professores, dividindo com eles a responsabilidade pelo ensino das disciplinas e a aprendizagem dos filhos.

Para ensinar, é preciso ter paciência. Os pais devem evitar gritar e humilhar as crianças enquanto ajudam nas tarefas da casa. Assim, bem tratada, ela se sentirá mais confiante e motivada a estudar e desenvolver seu aprendizado por conta própria.

 

 

A busca por um relacionamento mais amoroso entre pais e filhos

 

criança-escovando-dentesToda criança precisa de amor e proteção. E não existem pessoas mais aptas a oferecer proteção e amor que os próprios pais.

Participar do estudo dos filhos é uma forma clara de demonstrar esse afeto A criança se sentirá querida por seus progenitores na medida em que percebe o interesse deles por seus estudos.

Ou seja, o interesse do pai e da mãe na educação escolar das crianças contribui para estreitar os laços entre pais e filhos.

 

 

 

Uma participação mais efetiva

 

criança-no-supermercado

 

A participação deve ir além de ajudar nos deveres de casa. Os pais devem dar exemplos, mostrando como o estudo pode ser útil no dia a dia das pessoas, como no cálculo de uma conta de supermercado ou na leitura de um livro.

É preciso explicar que o estudo facilita o acesso a uma vida mais confortável, já que pessoas formadas têm mais chance de arrumar um bom emprego.

Os pais também podem, desde cedo, tentar descobrir as vocações de seus filhos, falando sobre profissões e perguntando do que eles gostam. As crianças revelam tendências que podem indicar um caminho a seguir futuramente no que se refere à sua carreira: professor, médico, engenheiro, advogado, veterinário, arquiteto, jornalista e assim por diante.

reuniao-de-paisÉ fundamental também que eles compareçam às reuniões de pais e a alguns eventos promovidos pelas escolas, especialmente se houver alguma participação específica do filho (encenação de alguma peça, quadrilha junina, qualquer tipo de apresentação).

A integração de pais e filhos por meio do estudo e das atividades desenvolvidas pela instituição de ensino aprofunda a ligação entre eles, ajudando com que a criança aprenda a confiar nos pais e cresça em um ambiente mais saudável, favorável ao desenvolvimento de sua autoconfiança.

 

 

 

 


E você, deseja colocar seu filho em uma instituição confiável, que o ajude a educá-lo para que cresça como indivíduo e profissional? Veja como escolher uma boa escola.